domingo, 31 dezembro 2017 00:13

Os melhores carros italianos do século XXI Destaque

Escrito por
Classifique este item
(0 votos)

Conheça a lista de novos modelos italianos que já conquistaram o estatuto de ícones no arranque do século XXI.

Em Itália nasceram carros incontornáveis da história do automóvel, com muitos capítulos ainda por escrever. Descubra os modelos mais emblemáticos do novo milénio.

Fiat 500 (2007)

Atualmente, a gama 500 é uma família completa de modelos compactos, que inclui o mais familiar L, o aventureiro X, sem esquecer as desportivas declinações Abarth. Mas, é o pequenito de 3 portas (berlina e Cabrio), que ainda transporta o estatuto de símbolo da Fabbrica Italiana Automibili Torino (FIAT), empresa fundada por Giovanni Agnelli em 1899. Desde logo, porque no portefólio da marca de Turim não existe automóvel mais popular. Depois, porque dez anos depois do renascimento, o "cinquecento" dos tempos modernos tem muitos dos trunfos que fizeram do 500 original um dos carros mais marcantes da história do automóvel: dimensões compactas, mecânicas fiáveis e acessíveis, preços competitivos e uma imagem a que é impossível ficar indiferente. 

Ferrari LaFerrari (2013)

O V12 6.3 com 800 cv, a transmissão de dupla embraiagem com sete velocidades, o pack de baterias e o motor elétrico com 163 cv formam o grupo propulsor do incrível LaFerrari, uma máquina que impressiona só de olhar: quase dois metros de largura para pouco mais de um metro de altura. E os valores das prestações confirmam a exclusividade da fórmula. Este que é já um dos mais icónicos Ferrari na história da marca do "Cavallino Rampante" cumpre 0 a 100 km/h em menos de 3 segundos; 0-200 km/h em menos de 7 s; 0-300 km/h em 15 s; velocidade máxima de mais de 350 km/h. Tudo isto a 375 mm do solo, 65 mm mais abaixo do que o do Ferrari 458, modelo com que o híbrido partilha a distância entre eixos. A produção inicial do LaFerrari estava limitada a 499 exemplares, mas a marca italiana anunciou a produção de um exemplar especial para ser leiloado, com as receitas a reverterem para as vítimas do sismo que abalou fortemente algumas regiões de Itália em agosto de 2016. Em minutos, o exemplar número 500 desta máquina de sonho foi arrematado por incríveis 6,6 milhões de euros, verba que lhe valeu o estatuto de automóvel mais caro produzido no século XXI!

Alfa Romeo 4C Spider (2014)

Os roadsters que marcaram o século passado tinham origens modestas. Eram automóveis minimalistas que, pensados por e para puristas, tinham de ser leves, simples e baratos. Mas, acima de tudo, divertidos, muito divertidos de conduzir. Contudo, a ideia que fica é que à medida que se foram aburguesando, estes descapotáveis também foram perdendo "salero"… Até que a Alfa Romeo fez isto! O 4C Spider é uma verdadeira ode aos sentidos em quatro metros de descapotável. Traz de volta o erotismo das melhores criações do emblema italiano, que mistura com elaboradas técnicas importadas da competição. Debaixo daquela estilizada "embalagem" em carbono, o Spider da Alfa Romeo é simples na sua génese: motor central de 240 cv feito para devorar asfalto e barulhento, bem ao gosto dos alfistas mais fiéis. 

Pagani Huayra Roadster (2017)

Em Itália estão alguns dos mais excitantes pequenos fabricantes de supercarros do mundo, mas nenhum com a aura e espetacularidade da marca fundada por Horacio Pagani, em 1992, depois de uma passagem atribulada pela Lamborghini. O radical Zonda colocou a Pagani Automobili Modena no mapa, mas foi o Huayra que veio confirmar o estatuto de novo ícone. Mas, o melhor estava para vir. Em 2017, a Pagani apresentou o Huayra Roadster, com produção limitada a 100 unidades, todas já vendidas, por preço a rondar os 2,3 milhões de euros… mais impostos. O motor V12 biturbo de 6.0 litros especificamente construído pela Mercedes-AMG para a Pagani, a debitar 764 CV e 1000 Nm, é apenas uma das maravilhas tecnológicas num automóvel que recorre a materiais, que segundo Pagani, são mais evoluídos do que os utilizados na Fórmula 1, misturando carbono, titânio e um novo composto, denominado Carbo-Triax HP52. Com isto, consegue um aumento de cerca de 50% em rigidez e a proeza de ser mais leve que o modelo fechado!

Ler 68 vezes Modificado em domingo, 31 dezembro 2017 00:23

Deixe um comentário

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

cpr certification online
cpr certification onlinecpr certification online

Login