domingo, 31 dezembro 2017 12:35

SPORTING COMEÇA ÉPOCA EM ÁFRICA Destaque

Escrito por Record - Ana Paula Marques
Classifique este item
(0 votos)

Pela primeira vez desde que regressou ao ciclismo, há três anos, o Sporting vai mostrar as suas camisolas em África, ou seja, o leão vai competir no seu ‘habitat’ natural. A formação liderada por Vidal Fitas não vai fazer um qualquer safari, mas o seu diretor-desportivo esclarece que os resultados não serão o foco principal para a primeira corrida de 2018, de 15 a 21 de janeiro, no Gabão.

 

Entre os eleitos do Sporting-Tavira para a 13ª edição da Tropicale Amissa Bongo estão os três ‘pesos-pesados’ do plantel: o português Joni Brandão, o italiano Rinaldo Nocentini, e o galego Alejandro Marque. A equipa fica completa com o italiano Nicola Toffali, o português Fábio Silvestre e o espanhol Mario Gonzalez .

 
"Nesta altura do ano não é importar levar ou não a melhor equipa, mas sim preparar o início de época. O objetivo principal não será lutar pela vitória, mas se der não será desperdiçado", frisou ao nosso jornal Vidal Fitas, alertando para a qualidade das equipas da casa. "Não sabemos como estaremos, como estarão, aliás, todas as europeias, uma vez que será para todas a primeira prova da época. Já as seleções e equipas africanas estão mais rodadas, o calendário delas já está na estrada há algum tempo. Vão chegar a esta corrida com outra disponibilidade", disse o diretor-desportivo.

Clima será problema?

A equipa portuguesa só viaja dois dias antes. Será suficiente para a adaptação ao clima, bem diferente do que se vive agora na Europa? "Da experiência que já tive com a equipa anterior na Argentina e no Dubai, não deve haver problemas. Temos informação que as temperaturas não passarão dos 30/32 graus. O fuso horário é que costuma ser problemático e neste caso também não será, pois é só uma hora de diferença", explica Fitas, para quem é importante mostrar as camisolas do Sporting. "Seja no Gabão ou noutro país. Mas não é fácil entrar nas corridas fora de Portugal. Por outro lado, ainda que tenhamos algumas lacunas no calendário nacional, o principal objetivo são sempre as provas nacionais", esclarece.

Em fevereiro já há a Volta ao Algarve. "Tentaremos fazer uma boa corrida, mas com o pelotão da qualidade que vai ter não é fácil. Agora, tentar não custa"
 
Tudo bem com Joni Brandão

Para Joni Brandão, a corrida africana será mais especial, por marcar o seu regresso à competição, depois de ter falhado a Volta a Portugal devido a problemas de saúde. "Está tudo bem com ele, os problemas que teve estão resolvidos desde setembro/outubro", esclareceu Vidal Fitas. "A partir daí, tem feito um caminho normal, de pré-temporada". Joni chegou à equipa este ano e será de novo a aposta para a Volta de 2018.
Ler 55 vezes

Deixe um comentário

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

cpr certification online
cpr certification onlinecpr certification online

Login